Thank you for another best summer yet!

CIÊNCIA CRISTÃ – LIÇÃO BÍBLICA (LB)
Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros
Tema: “Verdade”
De 22 a 28 de julho de 2013

Vamos obedecer de modo simples, sincera e inabalavelmente.

Para saber o tempo certo, Eddy escreve: “Deus é a fonte de luz, e quando somos obedientes, Ele ilumina o nosso caminho. Os desobedientes dão seus passos antes que Deus dê os Seus, ou dão seus passos demasiado tarde e não conseguem seguir a Deus. Certifique-se de que é Deus quem DIRIGE o seu caminho; e, em seguida, tenha pressa em seguir em quaisquer circunstâncias”(Misc.117:27-32).


Abreviaturas:

Bíblia…………………B
Ciência e Saúde….CS
Ciência Cristã…….CC
Lição Bíblica……..LB

A Lição Bíblica para cada semana é preparada com muita oração. E há incontáveis orações ao redor do mundo enquanto as pessoas estudam a LB. Então, deveríamos nos surpreender quando começamos a ler a mesma, muitas vezes, temos inspirações maravilhosas? “É claro que Não!”

Foi isso o que aconteceu comigo quando li a lição dessa semana pela primeira vez. Eu olhei para o Texto Áureo e disse: “Ah, entendi, entendi. Obediência não é “eu vou tentar fazer”, obediência é “eu vou fazer”!

O cenário desse Texto Áureo é o momento em que Moisés leu do Livro da Aliança e o povo ouviu. Moisés compartilhou as instruções de Deus e o povo concordou de todo coração em obedecer.

Texto Áureo (Êxodo 24:7):
“Tudo o que falou o Senhor faremos e obedeceremos” [Texto integral dessa citação- “E tomou o livro da aliança e o leu ao povo; e eles disseram: Tudo o que falou o SENHOR faremos e obedeceremos].”

Leitura Alternada (Isaías 1:18-20; Salmos 71:1, 5, 16, 17, 19, 21-14)
Essas citações de Isaías e Salmos  nos apresentam os grandes benefícios que recebemos por simplesmente obedecer:“Se quiserdes e me ouvirdes,comereis o melhor desta terra”(Isaías 1:19)

A LB dessa semana mostra um grupo de personagens da Bíblia, que aprendeu a obedecer. Esses indivíduos descobriram o grande valor de obedecer às direções de Deus. E uma vez que você está lendo essa LB, será que você não é exatamente como eles, aprendendo como é importante obedecer a Deus de todo o coração? [Daqui a algumas horas estarei compartilhando essa mensagem e também o maravilhoso artigo de Eddy “Obediência” (Misc. 116-120) com cerca de 40 novos “Lideres Junior” como parte do estudo da LB e uma palestra sobre o tema dos CedroS  para 2013: “Comprometa-se por inteiro”. Também veremos novamente como o responder obedientemente ao chamado e ao direcionamento de Deus passo a passo levou a muitas curas aparentemente miraculosas e a eventos divinamente sequenciados como a “Origem e crescimento do Acampamento dos CedroS”. Você pode adquirir o livro com este título e que foi escrito pela minha mãe, Ruth E. Huff, a fundadora do Acampamento dos CedroS, acessando https://www.cedarscamps.org/alumni/downloads/cedarsBook.pdf (site em inglês)].

Seção 1: O chamado de Deus à obediência
Na citação B1, Deus promete: “Que o meu ensino seja como a chuva que cai mansamente sobre a terra; que as minhas palavras sejam como o orvalho que se espalha sobre as plantas”(NTLH).

Na tarde de sábado, fomos abençoados com um temporal. No princípio, houve muitos relâmpagos e trovoadas, mas nada de chuva. E depois, durante uma hora inteira, veio a bênção de uma chuva pesada de encharcar tudo. A grama se refrescou, a poeira assentou e o ar ficou frio e fresco. Enquanto eu preparava esse texto, me lembrei daquela chuva. E compreendi que de Deus emana a Sua Verdade assim como a chuva. Ele nos chama para nos abençoar. Obedecer, escutar ao Seu chamado é como essa maravilhosa e refrescante chuva. Podemos, alegremente e cheios de gratidão, deixar que essa chuva nos purifique e refresque. E podemos sair dela sabendo que Deus enviou Sua verdade.

A Verdade, Deus, vem para cada um de nós como suaves gotas de chuva num rosto coberto de suor. Nós voltamos nossa face à Verdade e deixamos que ela nos banhe, deixamos que ela lave o suor e a poeira, a materialidade. Deixe que essa LB encoraje você por meio dos exemplos de outros.

Seção 2: Com Deus, não há nada a temer. O exemplo de Josué e Calebe
Algumas pessoas se apavoram quando veem uma aranha. Outras olham para o problema diante de si e gritam: “Ai, não, o que é que nós vamos fazer?” E há os indivíduos, como a família com quem eu falei ontem, que estão na luta para acharem um lar permanente para toda a família. A mãe simplesmente me disse: “Eu nunca penso em problemas, eu sempre uso a palavra desafio, e eu sei que todo desafio tem uma solução”. Ela me lembrou muito de Josué e Calebe. Não importa o tamanho de um desafio Josué e Calebe sabiam que Deus podia solucionar esse problema.

Na citação B6, lemos as palavras de Calebe quando ele lembra a Josué de um evento que acontecera 45 anos antes. Moisés enviara doze observadores à Terra Prometida, um representante de cada uma das doze tribos. Os filhos de Israel tinham uma meta. Eles queriam entrar na Terra Prometida. Desejavam um lar seguro, fora de perigo. A tarefa dos observadores era verificar se a Terra Prometida ainda era fértil, como eram as cidades e como era a defesa de cada uma. Depois de uma viagem de reconhecimento de quarenta dias, eles relataram a Moisés que “a terra manava leite e mel”. Mas apesar de ser uma linda terra, dez dos observadores disseram que era perigosa e que alguns dos habitantes eram como gigantes. Apenas Josué, da tribo de Efraim e Calebe, da tribo de Judá, deram um relatório positivo: “Então, Calebe fez calar o povo perante Moisés e disse: Eia! Subamos e possuamos a terra, porque, certamente, prevaleceremos contra ela” (Números 13:30).

Os membros da comunidade resmungaram com Moisés e Arão e rejeitaram o argumento de Calebe. O povo ficou tão intimidado pelos relatos amedrontadores desses dez observadores que disseram que deveriam ter ficado no Egito, e tentaram apedrejar Moisés e Arão (os líderes indicados de Deus). Então, os filhos de Israel não entraram na Terra Prometida nesse momento. Em vez disso, vagaram por quarenta anos sem terem um lar. Abandonaram a sua promessa e a provisão de Deus para eles. (Não parece assim conosco, às vezes? Nós vislumbramos uma promessa de Deus, mas estamos assustados demais para reivindica-la?). Na citação B6 aprendemos que a recompensa de Calebe pela sua postura corajosa e obediente foi uma vida longa e completa. Aos 85 anos ele estava tão forte como quando tinha 40 anos.

As citações CS7 a CS11 delineiam como você e eu tomamos nossa própria Terra Prometida. Aprendemos como podemos entrar, da mesma forma que Calebe, numa vida completa, produtiva e saudável. As citações de CS mostram o que uma postura corajosa do lado da Verdade pode trazer para cada um de nós. Ao entrarmos na Terra Prometida da Ciência divina e vivermos na Verdade em vez de corrermos do erro, alcançamos a recompensa.

Seção 3: Pare, olhe, escute. O ônibus escolar amarelo e Elias
“A roda do ônibus roda, roda!” Nos Estados Unidos, muitas crianças vão para a escola num daqueles ônibus escolares grandes e amarelos. Pode ser uma viajem bastante barulhenta. A responsabilidade do motorista é entregar os passageiros sãos e salvos na escola. Quando o ônibus passa por um cruzamento com um trilho de trem, a lei de trânsito, manda que ele pare o ônibus, abra as portas, olhe para os dois lados e escute, para ter a certeza de que nenhum trem está vindo. Pode-se perceber que os ônibus dos CedroS seguem o mesmo procedimento: Pare, olhe, escute!

Isso não parece com o profeta Elias, que aprendeu que Deus não estava no rugido violento dos elementos materiais? (B12, 1 Reis 19). Elias estava numa situação tumultuada e apavorante. Parecia que sua vida estava em perigo e que ele era mesmo o último dos profetas de Deus ainda vivo. O perigo era iminente. O rugido dos elementos materiais ameaçava silenciar a presença de Deus. Mas então Elias aprendeu sua lição. Deus lhe ensinou que não havia nada a temer. Ficou claro para Elias que Deus não estava no vento forte, nem no terremoto e nem no fogo. O Senhor estava no cicio tranquilo e suave.

Há alguns, anos eu atendi o telefone e ouvi: “Rick, é a Mary, a nossa casa vai pegar fogo”. Havia um incêndio florestal no lado oeste da Floresta Nacional de Ocala. A casa dela estava bem na direção do caminho do fogo e eles tinham sido informados pela defesa civil que deveriam deixar a área. A história de Elias me veio ao pensamento, e eu disse simplesmente: “Mary, você e a sua família, você e a sua casa, estão na presença do Amor divino e o Amor não está no fogo. Ele não pode ser destruído”. O fogo mudou de curso imediatamente, e apenas queimou a vegetação rasteira. E essa família não teve de se retirar, pois sua casa não foi tocada pelo fogo.

Nós não temos de nos encolher diante da violência do pensamento mortal. Temos todo o direito de declarar que não há elementos destrutivos no universo de Deus. Não somos vitimas indefesas. Somos capazes de tomar posição mental diante do vento, do terremoto e do fogo. E podemos ouvir o “cicio tranquilo e suave de Deus”.

Eu amo a citação CS15, que diz: “Os efeitos da Ciência Cristã se fazem sentir, mais do que ver. É o ‘cicio tranquilo e suave’ da Verdade, a expressar-se. Ou bem estamos nos afastando dessa voz, ou lhe damos ouvidos e nos elevamos mais alto.”


Seção 4: Jonas: da barriga de um peixe para a obediência
Alguma vez já lhe ocorreu ter uma ideia e simplesmente ignorá-la? Sente ser uma boa ideia, uma ideia construtiva? E você simplesmente se fez de surdo? Bem, pense a respeito disso. Você certamente compreenderá um pouquinho melhor o comportamento de Jonas.

A Bíblia diz: “Veio a palavra do Senhor a Jonas…” (B14 a B16). Jonas foi instruído a ir à grande cidade de Nínive e clamar ao povo que nela vivia. Foi instruído a lhes dizer para mudarem seus caminhos e arrependerem-se. Mas Jonas recusou-se a ir. Procurou e encontrou um navio que ia na direção oposta e nele embarcou. Esse navio foi açoitado por uma forte tempestade. Jonas foi arremessado ao mar e engolido por um “grande peixe”.  Na barriga desse peixe Jonas arrependeu-se e rogou a Deus por perdão. Aí o peixe o vomitou em terra firme . Veio a palavra do Senhor, pela segunda vez, a Jonas dizendo-lhe para ir a Nínive proclamar contra ela a necessidade de mudanças em suas atitudes e eles assim o fizeram; todos, até o rei. Este decretou que se fizesse jejum e que tanto homens como animais fossem cobertos de pano de saco. Estavam sendo sinceros em seu arrependimento se até mesmo os animais estavam cobertos com pano de saco!

Agora, se Jonas soubesse o quanto Nínive seria receptiva à mensagem de Deus ele provavelmente teria evitado se tornar jantar de um peixe. Isso não é algo que nos leva a pensar? Se formos orientados a compartilhar a verdade não deveríamos ir até onde Deus nos orientou para ir e confiar no Seu poder para serem alcançados os bons resultados?

O que amo nessa história é que ela pode ser confirmada. Primeiro, estabeleçamos a fato de que Jonas era realmente um ser humano. Ele realmente existiu. Portanto, essa não é uma história de pescador. A história de Jonas é encontrada: 1) Na Bíblia, 2) no “Tanakh” Judaico e 3) no “Qur’an”. Na tradição judaica Jonas é até considerado o garoto que Eliseu salvou da morte. Jonas vivia a poucos quilômetros ao norte de Nazaré.

Durante muitos anos, especialistas em peixes e baleias pesquisam as possibilidades de qual seria esse “grande peixe” que fosse capaz de engolir um ser humano adulto. O Dr. E. W. Gudger, da Honorary Associate in Ichthyology do Museu Americano de História Natural, pondera que mesmo o tubarão-baleia tendo uma boca bastante larga para engolir um homem, pois a sua garganta só tem dez centímetros. Contudo a baleia da espécie Sperm, é uma forte candidata. Essa espécie de baleia pode chegar ao tamanho de um ônibus escolar. Em seu estômago foram encontradas lulas gigantes com cerca de doze metros de comprimento e pesando acima de uma tonelada. E muito do que elas engolem não é nem mastigado! Esse “grande peixe” pode ser do tipo que engoliu Jonas. (Veja mais em http://pt.wikipedia.org/wiki/Jonas_(profeta)

Um dos meus pontos de vista preferidos a respeito dessa história é que as pessoas podem aprender a obedecer a Deus.  Pois, Jonas depois disso prontamente ouviu a voz de Deus e obedeceu.

Outra prova de que Jonas realmente existiu é a referência de Jesus ao exemplo de Jonas: “38 Então, alguns escribas e fariseus replicaram: Mestre, queremos ver de tua parte algum sinal. 39 Ele, porém, respondeu: Uma geração má e adúltera pede um sinal; mas nenhum sinal lhe será dado, senão o do profeta Jonas. 40 Porque assim como esteve Jonas três dias e três noites no ventre do grande peixe, assim o Filho do Homem estará três dias e três noites no coração da terra. 41 Ninivitas se levantarão, no Juízo, com esta geração e a condenarão; porque se arrependeram com a pregação de Jonas. E eis aqui está quem é maior do que Jonas” (Mateus 12).
Você pode ler, na Bíblia, a história completa de Jonas. (O livro de Jonas é lido, em sua totalidade, todo ano, em seu original Hebreu, por ocasião do Yom Kippur – o Dia da Reconciliação, como “Haphtarah” na oração da tarde nas sinagogas Judaicas.)

Seção 5: Obediência leva à cura – O tanque de Betesda
Como estudantes da Ciência Cristã, nós amamos ler a Bíblia. Estamos familiarizados com os ensinamentos de Jesus e amamos ler sobre suas curas. Também amamos ler sobre as curas publicadas em Ciência e Saúde – da pag. 600 a 690 constam relatos de pessoas que foram curadas pela leitura desse livro.  As revistas publicadas pela Sociedade Editora da Ciência Cristã incluem testemunhos de cura comprovados, que atualmente já chegam a mais de 50.000.

Alguns locais no mundo são identificados como locais onde ocorrem ou ocorreram milagres. As pessoas viajam para lá e esperam ser curadas. Nesta seção, lemos a respeito de um homem que aguardou, num desses lugares, por cerca de 38 anos para ser curado. Sua situação mudou completamente quando Jesus falou com ele.

Na citação bíblica B21 lemos sobre esse homem.  Primeiramente, Jesus estava receptivo a ouvir Deus. Ele tinha de ser obediente e confiante. Ele perguntou ao homem: “Queres ser curado?” Então o homem começou a contar para Jesus o seu problema. Jesus simplesmente lhe disse: “Levanta-te, toma o teu leito e anda.” Imediatamente o homem se viu curado.

O homem poderia ter permanecido com a sua crença nos poderes mágicos do tanque – confiar na matéria – e ficar esperando por sua cura pelo resto da vida. Porém, ele abandonou as promessas de cura apregoadas pelas propriedades da matéria e, em vez disso, obedeceu ao chamado do Mestre, “levantou-se e andou”.

Ciência e Saúde nas citações CS24 a CS29, nos orienta a substituir a confiança na matéria pela obediência à Verdade, Deus. Tal como Jesus nos encoraja: “Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8:32).

E você? Permitiria que o conteúdo desta seção lhe inspirasse e o encorajasse? Gostaria de “saber a verdade” e permitir que a Verdade cure você e aqueles que se aproximam de você?

Seção 6: Ouça e obedeça – Deus precisa de você!
Jonas aprendeu, de uma maneira um tanto “ensopada”, que quando Deus chama é melhor ouvir e obedecer. Algumas vezes pensamos que é humildade não aceitar o chamado. Mas, será realmente humildade? Frequentemente é sinal de egoísmo, dúvida, medo e um falso senso do ego. Deus não nos chamaria se Ele pensasse que não poderíamos fazer o que Ele pede.

Embeba-se na inspiração da citação B24: “…ouvi uma como voz de numerosa multidão, como de muitas águas, e como de fortes trovões, dizendo: Aleluia! Pois reina o senhor, nosso Deus, o Todo-Poderoso” [e Ele é obedecido aqui e agora, como nas palavras finais do hino da Comunhão – a Doxologia –  que é  cantado no final do hino do Acampamento dos CedroS e da Grande Viagem de Surfe – “Reflita-se também aqui, em nossa obediência a Ti” (Hino no1)].

[Ao obedecermos o chamado de Deus e sua orientação passo-a-passo podemos estar seguros das promessas da Verdade]: “A ideia imortal da Verdade desliza pelos séculos afora e ajunta sob suas asas os doentes e os pecadores. Minha esperança fatigada procura configurar aquele dia feliz, em que o homem reconhecerá a Ciência do Cristo e amará o próximo como a si mesmo – em que compreenderá a onipotência de Deus e o poder curativo do Amor divino, naquilo que fez e está fazendo pelo gênero humano. As promessas serão cumpridas” (CS30).

Essas palavras que encerram essa LB nos transmitem um senso da maravilha desse chamado. E ele inclui a você e a mim. Quando eu tinha 19 anos, participei de um projeto especial nas vizinhanças dA Igreja Mãe. Enquanto estava em Boston eu pensava que deveria conhecer melhor o trabalho da minha igreja. Desse modo, marquei uma entrevista com o Presidente do Conselho de Diretores da Ciência Cristã, DeWitt John. Eu desejava conversar sobre nossa igreja com o Sr. John. Eu estava um pouco embaraçado porque não estava devidamente vestido após um dia de trabalho na reforma de uma velha casa onde havia muita poeira, mas o Sr. John não ligou para isso.

Ele cortesmente respondeu minhas perguntas e compartilhou sua visão sobre nossa igreja e o mundo. Ainda lembro-me dele dizendo: “Rick, saiba que as decisões tomadas aqui pelos cinco Diretores não afetam somente a nossa igreja, mas o mundo inteiro.” Foi a minha primeira percepção da influência global e da responsabilidade de nossa igreja. E também a compreensão do grau de abnegação e humildade que cada Diretor expressa ao ouvir e obedecer ao chamado.

Meu irmão, em sua adolescência, teve uma percepção parecida com a minha. Ele presenciou como os Diretores expressavam o chamado para ouvir e obedecer. Meu irmão trabalhou no setor de expedição de correspondência do escritório dos Diretores. Ele tinha como uma, de suas várias tarefas, preparar a mesa de reunião. Apontava os lápis, arranjava os blocos para anotações e providenciava para que os livros à disposição dos Diretores estivessem em ordem. Ao pegar um hinário, um pedaço de papel caiu dele. Esse pedaço de papel certamente marcava um lugar para leitura. Era o Hino 5. Ele leu as palavras ali mesmo, na sala dos Diretores, e compreendeu o significado que o hino desempenhava no trabalho deles.

Hino 5
Escrito por Irving C. Tomlinson
“A voz dos céus se faz ouvir,/ A todos vem chamar./ A espada temos de cingir,/ E com ardor lutar./ O mal procura resistir,/ Mas Deus nos vem salvar./ O medo tens de destruir,/ E só a Deus louvar./

A causa teu valor requer./ Com Deus faz’ união./ E quem por fim amor tiver,/ Se livra da prisão./ Buscar o bem, deixar o mal:/ Curar, eis a missão./ E, na Verdade tão real,/ Espelha tua ação.”

Vamos obedecer de modo simples, sincera e inabalavelmente.
[Para saber o tempo certo, Eddy escreve: “Deus é a fonte de luz, e quando somos obedientes, Ele ilumina o nosso caminho. Os desobedientes dão seus passos antes que Deus dê os Seus, ou dão seus passos demasiado tarde e não conseguem seguir a Deus. Certifique-se de que é Deus quem DIRIGE o seu caminho; e, em seguida, tenha pressa em seguir em quaisquer circunstâncias”(Misc.117:27-32).] 

Este estudo metafísico foi preparado por Rick Stewart, CS, Dresden, Alemanha, +49 351 312 4736,   rickstewartcs@aol.com

[Comentários entre colchetes: Warren Huff, Diretor do Acampamento dos Cedros e Editor dos estudos metafísicos]

A tradução para o português é gentileza de José Flávio Queiroz, Leila Kommers e Martha Samary, e leitura final por Orlando Trentini, CSB

Visite o saite  www.trentinicsb.com. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar com seus amigos.

Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB. Os Cedros são um complemento para a LB. O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 3ªfeira.

http://www.cedarscamps.org/metaphysical

American Camp Association

MAIN OFFICE
(November - May)
410 Sovereign Court #8
Ballwin, MO 63011
(636) 394-6162

CAMP OFFICE
(Memorial Day Weekend - October)
19772 Sugar Dr.
Lebanon, MO 65536
(417) 532-6699

Support our mission!

CedarS Camps

Back
to top