Join us for the best summer yet!

CIÊNCIA CRISTÃ – LIÇÃO BÍBLICA

Celebre o Natal num universo sujeito às leis divinas.

Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros
UM COMPLEMENTO PARA O ESTUDO DA LIÇÃO BÍBLICA

Tema: É o universo, inclusivo o homem, evoluído pela força atômica?
De 16 a 22 de dezembro de 2013

“Aqueles que estão instruídos em Ciência Cristã alcançaram a gloriosa percepção de que Deus é o único autor do homem”.
“Sabei que o Senhor é Deus; foi ele quem nos fez, e dele somos” (Salmos 100).
Três coisas maravilhosas correram: Isabel concebeu em idade avançada; um anjo, Gabriel, falou com Maria; e Maria recebeu a promessa sobre a concepção de Jesus.

O anjo Gabriel falou para Maria: “… para Deus nada é impossível”. Nota: Maria tinha entre 13 e 15 anos.

O homem, na realidade sempre é concebido pelo Amor Onipresente, Deus, em desdobramento seguro.
Não deixe de ler o Cedros pois ele é um complemento que ajuda o seu estudo da Lição Bíblica.
Orem por todos que estudam a Lição Bíblica. Partilhem suas bênçãos conosco.
Com carinho da
Equipe de Tradução

Abreviações: Bíblia – B;       Ciência e Saúde – CS
                   Ciência Cristã – CC;   Lição Bíblica – LB


Texto Áureo: Jeremias 32:17 Ah! Senhor Deus, eis que fizeste os céus e a terra com o teu grande poder e com o teu braço estendido; coisa alguma te é demasiadamente difícil”
    Está claro em toda a Lição Bíblica desta semana o poder de Deus e que tudo está em Suas mãos. A Bíblia, “A Mensagem” tem uma versão que nos dá a impressão de que o profeta Jeremias está escrevendo a sua mensagem para um amigo muito especial: “Amado Deus, meu Senhor, tu criaste a terra e o céu por teu grande poder, apenas estendendo o braço! Não há nada que não possas fazer.”
Eu concordo com o profeta Jeremias. Sua mensagem assim como de outros profetas na Bíblia, me aproxima a cada dia um pouco mais de entender que Deus não sumiu. Ele não foi para algum lugar distante. Ao examinarmos as gloriosas inspirações que encontramos no Antigo e Novo Testamento temos um documento bem claro da presença e do poder de Deus.
    A LB não documenta apenas o poder infinito e criador de Deus, mas também o Seu cuidado contínuo. E isso é muito importante nessa época do ano. Para muitas pessoas é no período de Natal que visitam uma Igreja, a única vez do ano, pois sentem conforto e segurança nos símbolos do Natal. Por isso, é importante notar que os ensinamentos desta LB elevam a nossa percepção da tradição e dos símbolos para revelar a cada um de nós um Criador poderoso e um bondoso provedor. É interessante observar que os exemplos que encontramos nessa LB não estão limitados a exemplos tradicionais do Natal, mas sim são a evidência do desdobrar do poder de Deus e Seu terno cuidado por Sua criação.

Leitura Alternada: Jó 36:22,24; 22:12; 37:14, 16; 26:7-10,13

    A LA é do livro de Jó e magnífica as obras maravilhosas de Deus. Cada uma das seções dessa LB continuará mostrando o poder infinito do Espírito ao anular as leis limitadoras da matéria.
“A Deus louvem e o adorem, / hostes de anjos lá nos céus; / sol e lua o celebrem, / louvem-nO, estrelas mil. / Deus ordena, e todo o mundo / Sua voz vai respeitar. / Leis que nunca se alteram, / Deus as fez para nos guiar.
Louvem o Senhor da glória, / poderoso e leal. / Deus concede-nos vitória / sobre a morte e todo o mal. / A Deus louvem e enalteçam, / Seu poder é redentor; / Céus e terra O engrandeçam, / Ao Seu nome deem louvor.” (Hino 282, Hinário da CC).

Seção 1: "Ele, em seu poder, governa eternamente" ( B1)
O livro dos Salmos, de Isaías e de Crônicas escrevem com reverência sobre a majestade de Deus (B1 – B4).
    É muito bom nos lembrarmos da glória e do poder infinitos de Deus. Saia no meio da noite e deixe que as estrelas o surpreendam. Faça um passeio em um jardim e se deslumbre com a beleza das flores. Ligue a TV e deixe que um dos vários documentários sobre as maravilhas da terra e do universo renovem a admiração que sentia quando era criança. E, em seguida, deixe as citações desta seção da LB lembrá-lo da base espiritual de tudo.
    Mas, e os avanços da ciência natural, acaso são necessariamente, uma visão enfadonha ou cínica da criação? É tudo material? Ao ler os livros de muitos dos astronautas que viajaram para o espaço em veículos que estavam no auge da tecnologia humana, percebemos que eles voltaram da experiência com fé renovada no amor de Deus.
    Nasci e cresci no Estado da Flórida perto de onde era a base de lançamento dos foguetes espaciais. Durante o auge do programa espacial, muitas vezes senti uma conexão pessoal com os lançamentos. Assistimos a todos. E, com meu irmão mais velho, Gary, trabalhando no Centro Espacial Kennedy, muitas vezes, viajamos para Cocoa Beach para ver um lançamento. E aqueles homens e mulheres que vimos serem lançados, geralmente retornavam com uma visão mais ampla do mundo e do homem, com uma perspectiva mais espiritual. Gary, que conheceu vários astronautas pessoalmente, confirmou esse fato.
    O astronauta, Jim Irwin, um dos doze homens que andaram na Lua, escreveu em seu livro, To Rule The Night (Para governar a noite). “Quando você se inclina para trás e olha para cima, você pode ver a terra como uma bela e frágil bola de árvore de Natal, suspensa contra a escuridão do espaço. É como se você pudesse pegá-la em sua mão. É uma sensação, uma percepção que eu sequer imaginava. E eu não acho que seja uma blasfêmia dizer que senti que estava vendo o planeta terra com os olhos de Deus. Acredito que, olhando para trás agora, o bom Deus tinha Sua mão ali. Para mim, tudo isso de viajar, assim indiretamente, acabar participando do programa espacial, e ir para a lua – foi maravilhoso e inacreditável ter acontecido”.

    O cronograma dos astronautas era exigente, mas Irwin encontrava tempo para citar seu verso favorito da Bíblia do Salmo 121:1 : "Olho para os montes e pergunto: De onde virá o meu socorro?" O verso dois do Salmo afirma: "O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra." Mas Jim acrescentou: "Mas é claro que podemos recorrer também a Houston, (era o centro tecnológico do programa espacial)." Mas às vezes não havia tempo para "obter ajuda" de Houston, por isso Jim orava. Ele escreveu: “Era quase como uma revelação. Deus estava me dizendo o que fazer. Eu nunca perguntava a Houston, porque eu sabia que haveria um atraso na comunicação. Não havia tempo para esperar uma resposta de Houston, eu precisava de uma resposta imediata. Eu podia ver várias maneiras lógicas de resolver os problemas mecânicos, mas queria saber o melhor caminho. Eu orava e imediatamente sabia a resposta. Não estou falando sobre alguma vaga sensação de direção. Havia essa sensação sobrenatural de Sua presença. Se eu precisasse dEle eu podia invocá-Lo, e contar com o Seu poder” (do livro To Rule The Night, p. 19).

    Em Ciência e Saúde Eddy escreve: "Deus cria e governa o universo, inclusive o homem. O universo está cheio de idéias espirituais, que Deus desenvolve, e elas são obedientes à mente que as cria" (CS1).

Seção 2: Deus é Espírito, a criação é espiritual, não se deixe enganar
    A versão da Bíblia A Mensagem para Deuteronômio é muito interessante: “Vocês foram testemunhas disso tudo para que soubessem que o Eterno é Deus. Ele é o único que existe. Ele é. Ele fez que vocês ouvissem a voz dele do céu para discipliná-los” (B6, Dt 4:34,35).

    Em Ciência e Saúde, Eddy escreve, “O universo, tal qual o homem, deve ser interpretado pela Ciência segundo seu Princípio divino, Deus, e então pode ser compreendido; quando, porém, explicado com base no sentido físico e representado como sujeito a crescimento, madureza e decadência, o universo, tal qual o homem, é, e há de continuar a ser, um enigma” (CS5, p. 124:16).

    Na Bíblia A Mensagem, a citação B7 é clara e tem um toque engraçado: “Gente que o mundo considera esperta Deus chama de tola. Está registrado nas Escrituras: ‘Ele expõe as segundas intenções dos que andam de nariz empinado. O Senhor vê através da cortina de fumaça dos que se acham o tal’” (I Coríntios 3:19-21).

    Às vezes complicamos as coisas, pois há momentos em que precisamos raciocinar de um modo claro e simples como crianças. Perguntaram a um aluno da Escola Dominical: se você estivesse em Marte, Deus também estaria lá? O menino imediatamente respondeu “sim”. O professor ficou intrigado com a rapidez da resposta e indagou: “Como sabe que Deus estaria lá também?” A resposta foi simples, rápida e correta: “Bem, o senhor disse ‘se eu estivesse em Marte’. Deus está sempre comigo, então se eu estiver em Marte, Deus estará lá também.” Portanto, não sejam tolos. Deus é Espírito. Seu universo é espiritual.

Seção 3: Maria e sua prima Isabel vislumbraram a realidade e o poder espirituais
    Deus prepara o caminho para a compreensão de ideias espirituais, mas elas não precisam estar de acordo com as regras materiais.

    No evangelho de Lucas 1 (B12) lemos sobre Zacarias e sua esposa Isabel. Hoje em dia, provavelmente estariam prestes a se aposentar ou tentando encontrar maneiras de terem tranquilidade em sua idade avançada. Mas Deus tinha algo muito especial para eles. Em sua idade avançada, Isabel, que era considerada estéril, concebeu um filho. E, adivinhem, sua jovem prima Maria, provavelmente com 13 ou quinze anos de idade, lhe contou que também havia concebido um bebê. E o anjo Gabriel lhe disse para dar-lhe o nome Jesus. Só pode haver uma explicação para tais acontecimentos. Realidade e revelação espiritual.

    As Citações CS10 a CS14 esclarecem os fatos. A Citação CS12 estabelece: “Aqueles que estão instruídos em Ciência Cristã alcançaram a gloriosa percepção de que Deus é o único autor do homem”.
    A Citação B11 refresca nossa memória: “Sabei que o Senhor é Deus; foi ele quem nos fez, e dele somos” (Salmos 100).
    Assim, três aparentes milagres ocorreram. Isabel concebeu em idade avançada; um anjo, Gabriel, falou com Maria; e Maria recebeu a promessa sobre a concepção de Jesus. Gabriel falou para Maria: “… para Deus nada é impossível”.
    O homem, na realidade sempre é concebido pelo Amor Onipresente em desdobramento seguro.

Seção 4: A poderosa lei de Deus está operando em ordem e desdobramento
    Às vezes, as pessoas que pensam que são os verdadeiros propulsores e agitadores do mundo, os VIPs, os Quem é Quem da política mundial, se reúnem. São as reuniões de poder. Mas, honestamente, eu não penso que possa ter havido reunião mais poderosa que a que aqui nos é apresentada. Ocorreu quando Maria foi visitar a Isabel, a mãe de João Batista. As duas, a mãe de Jesus e a mãe de João Batista, tiveram uma reunião de três meses. O significado foi fantástico para mim.

    As citações de Ciência e Saúde (CS15 à CS18) nos revelam como podemos também trazer para a nossa vida esse senso de ordem e desdobramento.

    Na citação CS17, Eddy escreve: “Para assistir convenientemente o nascimento da nova criatura, ou a idéia divina, é preciso separar o pensamento mortal de suas concepções materiais, de tal maneira que o nascimento se faça com naturalidade e segurança. Embora reúna novas energias, essa idéia não pode causar dano a seu ambiente útil durante o trabalho do nascimento espiritual. Uma idéia espiritual não contém um só elemento do erro, e essa verdade remove convenientemente tudo quanto é nocivo.”

    Meu irmão Scott, nasceu em casa. Um obstetra veio à casa de meus pais e também uma grande amiga que era uma excelente Cientista Cristã estava com minha mãe. Durante o trabalho de parto ocorreu algo que parecia um grave problema. Minha mãe e sua amiga Emily oraram. Meu irmão Scott, nasceu em perfeita saúde. Após o nascimento minha mãe agradeceu ao doutor. Ele respondeu, “mas, eu é que agradeço a você. Jamais imaginei que uma criança pudesse sobreviver em tal situação como estava seu filho. Não fui eu quem tornou possível o nascimento desta criança perfeita!”

Seção 5: O poder da provisão divina se manifestou
    Nesse época de Natal, há  incontáveis necessidades a serem satisfeitas ao redor do mundo. Os recursos humanos, os pedidos de ajuda, os sistemas de entrega, todos parecem estar sendo exigidos ao máximo. A guerra e o tempo causaram estragos. Mas tem uma coisa que já está no devido lugar, um recurso garantido, uma resposta que requer uma “consulta”.
    A citação B16 descreve uma área rural e deserta no oriente médio. Havia muitas pessoas reunidas, em torno de cinco mil homens, além de mulheres e crianças, portanto, talvez entre 15 a 20.000 pessoas. Elas acabaram de ouvir Jesus e de testemunhá-lo curando os doentes ali presentes. E Jesus disse aos discípulos que não deveriam mandar a multidão embora: “Eles não precisam ir embora. Deem vocês mesmos comida a eles” (NTLH). Mas seu comando parecia um tanto desencorajador, pois tinham apenas cinco pães e dois peixes, não tinham dinheiro para comprar comida e não havia uma cidade por perto. Então, Jesus ordenou que a multidão se sentasse, tomou os pães e os peixes e “olhou para o céu e deu graças a Deus. Partiu os pães, entregou-os aos discípulos, e estes distribuíram ao povo. Todos comeram e ficaram satisfeitos, e os discípulos ainda recolheram doze cestos cheios dos pedaços que sobraram” (Mateus 14:14-21, NTLH).

    Eddy pergunta: “Como é que foram multiplicados os pães e os peixes nas margens do mar da Galileia — e também isso sem farinha nem mônada de onde pudessem vir o pão e o peixe?” (CS20, p. 90:2)
    Nas citações de Ciência e Saúde, Eddy faz as seguintes afirmações: A origem de Jesus era única e “deu-lhe mais do que poder humano para expor os fatos da criação” (CS19). Ela afirma que os “milagres” são impossíveis na Ciência, não são sobrenaturais, eles são supremamente naturais (CS21). Ela acrescenta que o Espírito, Deus, criou tudo no Espírito e do Espírito, não da matéria (CS22).
    Ela conclui “A Mente infinita cria e governa tudo, desde a molécula mental até a infinidade.[…] A criação está sempre se manifestando e tem de continuar a manifestar-se eternamente” (CS23). No final, tudo está relacionado à Fonte.

    Em um universo de ideias espirituais, é a habilidade de ouvir as ideias espirituais que podem mudar nossas perspectivas da ruína para o regozijo. Na década de 80, eu estava envolvido em um workshop na região de Boston. Conheci um participante, Doug Lewsader, que era praticista da Ciência Cristã no Alasca. Nos demos bem logo de cara.

    Doug compartilhou uma experiência que teve logo após a II Guerra Mundial. Ele era piloto de um grande avião bombardeiro e não perdeu nenhum membro da tripulação durante a guerra. Chegou o dia em que todos os bombardeiros voariam da Europa de volta para casa. O destino do avião de Doug era o Canadá. Seu avião, juntamente com muitos outros, decolou e estava voando sobre o Atlântico. No meio do oceano, receberam uma mensagem de que todos os aviões que ainda não estavam no “ponto de retorno”, deveriam retornar para a Europa. O avião de Doug já passara desse ponto. E a mensagem incluía o fato de que havia um erro de cálculo nas necessidades de combustível e que nenhum avião tinha combustível suficiente para completar a travessia.

    Doug fora criado na Ciência Cristã e sempre confiou na oração. Ele orou durante toda a guerra. E agora tentava orar. Mas não importava o quanto tentasse, não conseguia limpar a mente para orar. Ele disse que tudo o que ouvia era uma música boba bem conhecida que ficava se repetindo no seu pensamento. Não conseguia parar de pensar na canção. The Music Goes Round and Round (A música vai e volta). Por fim, ele pensou que se cantasse essa música, talvez ela fosse embora, então, poderia orar e receber uma resposta. Então, começou a cantar o resto da música “The music goes round and round and comes out here (A música vai e volta e se desfaz). No momento em que cantou “se desfaz”, Doug teve sua resposta. A música era a oração respondida antes mesmo de ter sido pronunciada. Quando cantou “se desfaz”, percebeu que tinha que se desfazer de tudo o que não precisavam para voar. Todos os presentes, todas as coisas que pudessem liberar tinha de sair. Assim, ordenou à tripulação que esvaziasse o avião. Quando estavam perto da costa do Canadá, o primeiro motor parou. E, em pouco tempo, o segundo motor também parou. Sem os dois motores e mais leves, eles planaram. E o avião pousou lentamente, mas não no mar. Eles pousaram em uma estrada que seguia pela orla do Oceano Atlântico e rodaram até parar. Voaram por cima de todo o Atlântico norte, e pousaram sem nenhum combustível nos tanques, mas fora o suficiente para chegarem a salvo. Três dias depois, Doug estava livre para ligar para a mãe e contar que estava de volta. E, enquanto conversava, sua mãe contou-lhe que ficara orando o tempo todo, naquela noite do seu voo para o Canadá.

Seção 6: O poder espiritual manifestado na terra continuou…
    Embora a alimentação da multidão na LB venha do Evangelho de Mateus, a mesma história aparece no Evangelho de Marcos, capítulo 6. E esse evento é seguido pela próxima ilustração do poder espiritual de Jesus, na citação B19, onde Jesus caminha sobre a água e uma tempestade é acalmada (Marcos 6:45,47-51).

    Jesus envia os discípulos, na frente, de barco, em direção a Betsaida. Ele despede as pessoas e faz uma pausa para orar. Então, percebe que uma grande tempestade se formara e os discípulos estavam em dificuldades, pois, tinham de remar contra o vento forte. Ele vai até eles andando sobre o mar e os discípulos ao vê-lo caminhar sobre a água ficaram apavorados. Então, Jesus diz a eles: “Sou eu. Não temais!” Quando entrou no barco, o vento parou e logo estavam no seu destino.

    “Jesus andou sobre as ondas, alimentou a multidão, curou os doentes e ressuscitou os mortos em oposição direta às leis materiais. Seus atos eram a demonstração da Ciência, que vence as falsas pretensões dos sentidos materiais ou da lei material” (CS 24, p.273).

    “A adesão, a coesão e a atração são propriedades da Mente. Pertencem ao Princípio divino e mantêm o equilíbrio daquela força-pensamento que lançou a terra em sua órbita e disse à onda orgulhosa: 'Até aqui virás, e não mais adiante” (CS28). “O Espírito é a vida, a substância e a continuidade de todas as coisas. Andamos sobre forças. Retirai-as, e a criação terá de se desmoronar. O conhecimento humano as denomina forças da matéria; a Ciência divina, porém, declara que elas pertencem por inteiro à Mente divina, são inerentes a essa Mente, e assim as reintegra no lugar e na classificação que de direito lhes pertencem” (CS28).

    Aqui está uma das muitas maneiras inesquecíveis em que a provisão e a proteção do Amor divino foram comprovadas no Acampamento dos Cedros. A benção do milagre de 2011 foi, e ainda é, o assunto dos vizinhos do Acampamento e dos trabalhadores locais. Aqueles que acompanham as notícias do Acampamento dos Cedros sabem que no nosso 50º aniversário, fomos abençoados com um belo lago feito por humanos que se encaixa naturalmente no vale abaixo do acampamento dos garotos, do alojamento e da capela. Chamamos esse lago de Mar Mediterrâneo.

    Quando o trabalho de escavação estava quase pronto, uma tempestade começou a se formar com previsões de ser violenta. Era 1 h da madrugada, quando Warren foi tratar da ameaça da tempestade que se aproximava [incluindo um tornado que devastou a cidade de Joplin no Missouri], ele se deu conta das sete horas de diferença entre o horário na América e a Europa (Dresden) e ligou-me quando eu já estava em pé e orando. Trabalhei com algumas das afirmações precisas usadas nessa seção da LB. Também me apoiei no fato de que não há elementos destrutivos no universo da Mente. As ameaças de perigo da tempestade desapareceram e não deixaram nada para trás, a não ser bênçãos de chuva abundante que ajudou a encher o lago. A água que sobrou da grande chuva foi de 228 milhões de litros de água “santa” em nosso Mediterrâneo do Missouri é outra prova das grandes bênçãos da abordagem da oração que abençoa a todas as coisas do Acampamento dos Cedros.

Seção 7: Aleluia; pelo reinado onipotente do Senhor Deus
    Uns três anos atrás, havia sempre uma fita cassete no meu carro. Talvez fosse tocada mais do que qualquer outra coisa. Era a gravação da obra magistral do “Messias” de Haendel. Tornou-se a fita favorita de Alma, nossa filha de três anos. E a parte favorita dela era o Refrão “Alleluia”. Era a música mais solicitada quando estávamos no carro. Ficava ainda melhor quando nossa filha pedia: “Alleluia, Papa”.
    Lembrei, recentemente, dessa época, quando nossa filha de dois anos, Martha, andava pela casa cantando “Alleluia, alleluia, alleluia”.

Tudo o que posso dizer é que, depois de ler a LB dessa semana, e a conclusão curta, doce e poderosa da seção 7, tenho que concordar com minha filha “ALELUIA!” “Isso diz tudo”. Louvai ao Senhor em todo Seu poder, misericórdia, força e bondade.
“Pois Teu é o reino, o poder e a glória para sempre.” “Pois Deus é infinito, todo poder, todo Vida, Verdade, Amor; está acima de tudo, e é Tudo” (CS30).
http://www.youtube.com/watch?v=IUZEtVbJT5c(Visualização)

Este estudo metafísico foi preparado por Rick Stewart, C.S. Dresden, Alemanha RickStewartCS@aol.com F 49 351 312 4736

[Comentários entre colchetes: Warren Huff, Diretor do Acampamento dos Cedros e Editor dos estudos metafísicos]

A equipe de tradução para o português é composta por Dulcinea Torres, Leila Kommers, Elisabeth Z. Friedrichs e Ovídio Trentini, com a leitura final por Orlando Trentini, CSB.

Visite o saite www.trentinicsb.com  Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar com seus amigos. “E obrigada por compartilhar os relatos maravilhosos. Realmente, o site é uma bênção.”

Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB. Os Cedros são um complemento para a LB. O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 3ªfeira.  Busque e leia o texto em inglês em  http://www.cedarscamps.org/metaphysical

American Camp Association

MAIN OFFICE
(November - May)
410 Sovereign Court #8
Ballwin, MO 63011
(636) 394-6162

CAMP OFFICE
(Memorial Day Weekend - October)
19772 Sugar Dr.
Lebanon, MO 65536
(417) 532-6699

Support our mission!

CedarS Camps

Back
to top